terça-feira, agosto 21, 2012

"Tudo o que é meu não sei largar.."

Lembro-me de me mandarem este vídeo e dizerem "É tão tu..."


De uma amiga que não ficou, não porque se perdeu mas por caminhos desencontrados.

E como este vídeo se enleia na história do passado, do presente que era e do futuro que aconteceu.

E eu sou assim. Sempre. E não me esqueço.


Sem comentários:

Do que eu cresco, fragilizo, fortifico

Cada vez mais sou menos de frases peremptórias. Cada vez sou menos de classificar tudo em polaridades. Porque me parece superficial, e mais ...