Quickribbon Espiral: Outubro 2016

sexta-feira, outubro 28, 2016

Já disse que sou romantico-pragmatica?

Podemos fantasiar com momentos que passaram, com o que poderia ter sido, com o "arrepio", com a conjugação, com as afinidades, com a magia, mas no fim, o que interessa mesmo são os comportamentos.


segunda-feira, outubro 24, 2016

Ando a ler imenso

E a voltar ao meu ritmo normal de leitura para ao fim do ano ler o meu normal (entre 100 a 140 livros, sim isto é o meu normal, com excepção feita ao tempo de faculdade em que lia cerca de 60 por ano). .
Adoro ler e felizmente apesar de não poder comprar todos os que gostaria aproveito tanto  feira do livro, onde na hora H (livros a 50%) deste ano comprei mais de 11 livros, que já li quase todos.
Para além disso sou assídua frequentadora de bibliotecas, sendo a minha favorita a Fábrica das Palavras em Vila Franca. É uma biblioteca recente e muito bonita arquitectonicamente, que tem tanto os clássicos como as últimas novidades, o que é uma grande vantagem pois raramente compro novidades devido ao preço. Ao mesmo tempo e fantástico para descobrir autores que não conheceríamos de outra forma: por exemplo li recentemente um livre da Patti Smith  que adorei e nunca teria dado com ele de outra maneira.  Tenho o hábito de escolher não só livros que quero ler mas também livros ao acaso. Dá quase sempre boas surpresas.

No momento estou a ler Purity de Jonathan Franzen. Gostei muito do livro dele correcções e estava com bastantes expectativas para este. Posso dizer para já, que apesar de estar a gostar acho-o ligeiramente mais mainstream que o outro. Possivelmente para agradar a um público mais vasto. Não li o "Liberdade" por isso não sei se tem a ver uma evolução natural do autor.

Acabei de ler também Livros & Cigarros do maravilhoso George Orwell. Leiam que é fantástico






quinta-feira, outubro 20, 2016

Estou a tirar um curso e-learning

Odeio ler em pdf. Odeio ler em pdf. Odeio ler em pdf. Odeio ler em pdf.

quarta-feira, outubro 19, 2016

Bicabornato de sódio - 1, Vinho tinto - 0

Solução prática quando se adormece no sofá com um copo de vinho semi cheio, prontinho para se entornar para sofás e para tapete felpudo.


terça-feira, outubro 18, 2016

Soulmate III

“Um fio invisível conecta os que estão destinados a conhecer-se independentemente do tempo, lugar ou circunstância. O fio pode esticar ou emaranhar-se mas nunca irá partir.”
.

Visto no blog da Madrigal e roubei =)

quinta-feira, outubro 13, 2016

Dos extremismos e da ignorância

Acordem-me quando as batatas, a farinha, os lacticínios e a proteína animal deixarem de ser venenos.

Agradecida.

p.s. sim a batata sem ser a doce (que já agora, são quase iguais nutricionalmente e caloricamente, a única diferença é que o nosso índice glicémico depois de ingerirmos batata doce desce um bocadinho mais  lentamente, e que não é por aí que ficamos mais magros ou saudáveis.

p.s.2. sim, a farinha, sabem que a percentagem de celíacos é mínima? e que a % de céliacos, intolerantes ao gluten e com sensibilidade ao gluten continuam a ser mínimos? E que a maioria das coisas sem gluten acaba por ser menos saudável porque tem mais gordura ou mais açucar?

p.s. 3 E o  veneno dos lacticinios? Sabem que as bebidas de soja/aveia etcetc não são propriamente a coisa mais saudável do mundo? imensa gordura (provei uma vez bebida de amêndoa e a minha vesícula deu três voltas). Eo cálcio onde fica? Sabem que o leite é de ondem provem a fonta mais fácil de cálcio? E sim espinafres e afins tem mais cálcio, mas o nosso corpinho capta melhor o calcío do leite das vaquinhas ( se calhar também é por isso que bebemos leite sem ser só em crianças - que falácia tão grande, como se justificasse alguma coisa "sermos o único mamífero que bebe leite em adulto bla bla bla) - e isto falado por uma pessoa (eu) que é intolerante à lactose, infelizmente. Como faço? Simples, bebo leite sem lactose. Não é o leite que é veneno, a minha querida enzima que sintetizava a lactose é que resolveu ir desaparecendo do meu corpo (algo que aconteceu e que é normal numa % reduzida de pessoas da sociedade ocidental - os indianos por exemplo não tem esta enzima)

p.s.4 Da proteína animal nem vou falar, não tenho paciência para explicar  o modo grotesto como a comunicação social emitiu o comunicado da OMS dos enchidos e da carne vermelha; Como a mensagem foi mal passada, como para percebermos o que significa risco mais elevado de cancro temos que fazer uns cálculos para o risco existente na população portuguesa  à nascença para aquele tipo de cancro (porque não são todos), depois juntar ponderações de poluição, sedentarismo, idade, blá blá whiscas saquetas, para chegarmos a um risco na nossa população com o consumo de enchidos (saliento enchidos e não carne vermelha) de + 0,07%  (mais coisas menos coisa, já fiz as contas há uns tempinhos) de risco aproximado, a juntar ao que nós portugueses temos à nascença.  0,07%.


Obrigada por aturarem este momento de mau feitio. 

quarta-feira, outubro 12, 2016

Soulmate II

Acabei de ler o livro "Lei Seca" de Pedro Mexia; seguia o blog portanto tinha a ideia de muitos dos post, mas foi enriquecedor lê-lo de fio a pavio.

Um dos textos que me ficaram tem obrigatoriamente a ver com um dos meus temas favoritos:

"Alma/Gémea

Um estudo de opinião hoje publicado indica que 60% dos inquiridos acreditam na existência de uma "alma gémea".  E que 76% desses 60% dizem que já a encontraram. Persiste portanto o imaginário romântico na sociedade portuguesa, mesmo que esta esteja cada vez mais laica, tecnológica e cínica. Mas alguma coisa me intriga nestes números. Os 76% que encontraram a sua "alma gémea" vivem com essas pessoas? ou esses 76% incluem também aqueles que encontraram a alma gémea e a perderam? E se perderam seria realmente "gémea"? Ou é porque a perderam que acreditam que se trata de uma "alma"?

Lei Seca, Pedro Mexia

segunda-feira, outubro 10, 2016

Eu juro que só ouço coisas boas no spotify..

Mas ele acha que o "Sorry" do Justin Bieber é a minha cena...


Credo -_-