Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2012

Não tenham ilusões

Se não têm aqueles momentos em que o terror de estar, ficar, permanecer completamente na solidão, sem sentir ou voltar a sentir a paixão agonizante, o amor sem limites e a entrega total, então.... andam a perder algo maior do que tudo aquilo que irão perder se ficarem efectivamente sozinhos.

Nem mais.

"Eu acho que entregaste o teu coração nas mãos dele e quando uma mulher faz isso antes de o homem entregar seja o que for, perde-o." (MC, blog A Mulher Certa)


Acredito piamente nisso. Vai de encontro à minha teoria de que no principio de algo, ele tem sempre que estar apaixonado, e ela não necessariamente ou menos. Sim, parece frio, mas se não for assim....

Dia da Poesia

Salvo traduções mal feitas a poesia é o único tipo de escrita que prefiro ler na lingua original (com excepção feitao aos Sonetos de Shakespeare, brilhantemente traduzidos para português por quem percebe do assunto numa edição bilingue que tenho em casa).

E este é o maior elogio que lhe posso fazer.

Amor vs Amizade

Naqueles momentos em que o teu maior desejo é que aquela pessoa te diga "Tenho saudades tuas" e qual telepata uma grande amiga te diz isso.

O amor e a amizade andam sempre aqui. Ainda bem que com a amizade ando sempre de nãos dadas *

Retomaremos a emissão normal dentro de momentos.

E quem quiser fazer uma vaquinha e oferecer-me isto... adoro latas e adoro chá. E estas são tão mega amorosas (momento cor-de-rosa do meu dia).

Ando triste portanto ando mais consumista. E pronto os meus objectos de desejo são livros ( já vão em 4 este mês, mas a preço de saldo lol) e isto. Quero isto... e um bule giro, o preto ou o amarelo do site, ai ai....

Pronto, ao menos não me dá para a roupa (mentirosa) nem para os sapatos (AH AH AH).

Sinais que as coisas não estão bem

- Até há pouco tempo quando chegava de carro às 7 e 45 da manhã à estação dos comboios estacionava a cerca de 50 metros; agora, indo à mesma hora estaciono a cerca de 300/400 metros.

- Consigo levantar facilmente 10 euros num multibanco em zonas onde anteriormente não conseguia levantar porque só havia notas de 20 (no mínimo).

- Há muito menos jantares ao fim de semana (chegava a ter 3). E quando há parece que são mais em casa das pessoas.

- Há mais amostras decentes nas revistas, mais promoções, mais oportunidades.

Pessoalmente, como vivo ainda com os meus pais, não tenho notado grande diferença, conseguindo gerir bem o meu dinheiro e continuando a poupar o mesmo; mas nunca fui de extravagãncias e sempre segui o ditado "quem não tem dinheiro não tem vícios".  Dantes jantava mais fora, agora não janto tanto, mas acabo por gastar esse dinheiro em livros, roupa ou cremes ligeiramente superiores aos que comprava antes; mas continuo a poupar o que poupava. Porque para ter umas c…

Mood, ainda este mood

Sobre a ajuda

Normalmente quem mais critica quem faz isto ou aquilo não faz lá grande coisa, protegendo-se pelo "deviamos antes isto" ou "tá mal, não devia ser preciso voluntários para isso" ou "deviamos era ajudar os mais próximos"; isto tudo enquanto se cruza os braços e se olha o horizonte recheado de possibilidades e de "cenas".

Normalmente, também, os que mais fazem não falam assim tanto disso. Independentemente de actuarem em várias vertentes. De darem muito de si.

Porque sim, há coisas que não são uma questão de ego para fora. Só de ego para dentro.

Mudança exterior

Corto sempre mais de um palmo de cabelo quando vivo momentos díficeis ou tomo decisões emocionais díficeis.

É um modo como outro qualquer de me preparar para algo. Ou para mostrar ao mundo que algo mudou em mim ou nele.