Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2009

Beijos na testa

Não sabendo bem porquê, não gosto de beijos na testa. Há qualquer coisa nos beijos na testa que me soa terrivelmente paternal. Assim um paternal "cala-te mas é, vá, tadita.".
Ontem chamei-os pudico-parvos. E é exactamente aquilo que eles são.

Isto tudo porque os beijos na testa que me deram só me trazem recordações estranhas e não muito felizes. Seja um teste de português onde tive má nota aos 12. Ou de situações estranhas que não sei bem se deviam ter acontecido ou não (deviam, devem sempre).

Potencialmente os beijos na testa são estranho especialmente se vêm de pessoas de quem quereriamos mais que beijos na testa, ou ainda mais curioso, de pessoas que quereriam mais de nós do que dar-nos beijos na testa. De certeza que isto seria giro de estudar. O Fred estava enganado ao falar da fase oral e anal e afins. Fase testal é que era.

Mas, quero apenas alegar, que apesar do meu ódio pelos beijos na testa, não tenho nada contra beijos nas têmporas. Só para assinalar.

Espiral

Começo de semana

Realmente não sou uma pessoa que consiga andar a dormir 4 ou 5 horas por noite assim uns dias bons seguidos e que consiga andar fresquissima.

Um concerto, um casamento, um cinema tardio, e mais um par de conversas até altas horas da noite, com praias, caminhadas e trabalho pelo meio, são o suficiente para eu estar a sentir-me podre, podre.

Grande segunda-feira...

Espiral

Jorge a encerrar

Que desilusão que foi o concerto do Jorge Palma ontem =/.
Raio de convidados (salva-se Fausto, Godinho e uma girl que não sei quem é...)
Raio de clima.
Raio de acústica.
Raio de som.
Raio de tudo.

Onde parou o sentimento? Sou uma criança a quem prometeram um chocolate, levaram a uma loja de doces, mas não deram...

Espiral

p.s. Volta ao Coliseu... e ao Seixal =P (afinal margem sul até rulla)

Escolhas

"Saberias escolher entre o amor da tua vida e a pessoa que amas?" - pergunta-me o meu cérebro.

E eu respondo "Sem dúvida." (ok, com dúvidas talvez, mas sem hesitação...)

Espiral

Porque

Frases daquelas V

"A culpa não é dos filmes que viste, dos livros que leste, das letras das músicas que gravavas repetidas nas cassetes de fita preta. A culpa foi desse momento - onde raio foi esse momento - em que deixaste de acreditar que mereces o princípio, o meio e o fim da mais romântica, foleira, pirosa e linda história-de-amor."

Daqui

Espiral

Bimby

Descobri há uns mesinhos que a Bimby faz mais por uma relação do que qualquer contrato nupcial vulgo casamento.

Mas algum casalinho se separa depois de comprar uma Bimby? NENHUM! Como é que se dividia o raio do robot de cozinha? Não dá.

Portanto meninas, se querem segurar o moço, comprem uma bimby e façam caipirinhas (sim, a bimby tem jeito para caipirinhas).
Portanto meninos se querem que a moça não olhe para outro lado oferecam-lhe a bimby e façam gelado de filipinos (a bimby também tem jeito para gelados).


Pronto, acho que já fiz, com este post, mais pelo abaixamento (lol) da taxa de divorcio deste país do que todos os padres, tias chatas, amigos reprovadores e filhos nos últimos 20 anos.

Podem agradecer.

Espiral

ps. agradecimento especial à Bimby dos Nelos (que não precisavam de uma) sem a qual não teria feito a degustação das caipirinhas e do gelado e um agradecimento especial à Fi, à R. e à L. que foram as que ouviram as primeiras ideias acerca da Bimby. Porque primeiro a Bimby era um…

As palavras que nos emocionam

Hoje a R. disse-me uma coisa muito queridinha. Que só não transcrevo aqui porque este blog é estupidamente público (não muito visitado mas público).

Obrigada R. Juro que vou tentar =). Combinado. E para a próxima não me faças quase desmanchar a chorar no meu local de trabalho. =P

Espiral

Um dia de febre

Para que serve um dia com febre:
1ª Ficar uma manhã na cama, como se tivesse de ressaca/pedrada/doente a pensar "parem o mundo que eu quero descer" 2ª Para só conseguir comer uma torrada sem manteiga lá para as 3 da tarde (agora já está aconchegadita com chocolate milka e uma sandes de queijo fresco) 3ª Para traduzir e editar uns capitulozinhos de manga (que saudades que tinha...) 4ª Para pintar as unhas dos pés (e das mãos) de "azulejo português", que para quem não sabe é azul. 5ª Para não ter podido ir beber café com my best friend I., com quem não tenho uma conversa decente há meses. =( 6ª Para ouvir 1122 vezes está música.
Até o dia acabar faço uma actualização...
Espiral

O que eu leio e as aparências

Acho que é fascinante quando querendo dar uma boa impressão a alguém só acontece é barraca...
Hoje vi um dos meus professores favoritos de faculdade quando ia apanhar o comboio em Santa Apolónia. Esse meu professor é muito inteligente, tem sentido de humor, e é um supra sumo na área, sendo também humilde. Como escrevi na minha tese, é um exemplo.
Tendo em conta o elevado respeito e apreço que tenho pelo senhor, cumprimentei-o alegremente, tentando sempre dar um ar "eu controlo e sou muito intelectual" quando ele se vira "Ah, também lês Filipe Faria". O meu cerébro pára uns momentos e depois penso "Oh-não-raio-de-livro-que-eu-tinha-que-trazer-hoje-para-ler-em-vez-de-trazer-algo-inteligente" dizendo rapidamente "Sim, mas eu leio muita coisa.". Acho que não salvei a honra do convento....
Sniff. Porque é que não me apanhou num dia em que ando a ler Alexandre Dumas, Vergilio Ferreira ou assim do género, ou em que não ando a ler nada e ando só a ouvir…

Colecções

Sempre achei giro as colecções. Seja do que for. Ainda faço colecção de calendários. E tenho uma caixa enorme no sotão com aqueles bloquinhos de cheiro.

Conheço quem faça colecções super giras e interessantes. Eu para além de fazer de marcadores de livros (e não é nada uma coisa organizada) não faço de nada interessante.

Mas é engraçado como com uma simples brincadeira pode começar algo, e só me apercebo disso anos depois.

Há 4 anos e meio mesmo no começo da faculdade, um amigo de lá, o M., foi a Barcelona e trouxe-me um baralho de cartas, porque "Sónia, tu estás sempre a jogar à sueca.". O baralho é muito giro, a parte de trás tem um desenho relativo a um pintor. O baralho já foi muito usado, para imensos jogos, imensas tardes de praia. Convém ir procura-lo, mas está lá =)

Passado pouco tempo, outro colega de faculdade, o L. comentou que a irmã tinha um baralho de cartas dos Pôlo Norte. Eu gostava (e gosto lol) de Pólo Norte. Depois de o azucrinar para me dar o baralho ele lá d…

Dos blogs que me marcam

Adoro ler. Acerca de tudo. Acerca de todos. Opiniões compativeis ou divergentes das minhas. Gosto de ler acerca de dores que reconheco. Acerca de alegrias que também me caracterizam. Gosto de ler.

Gosto de arte. De poesia, de fotografia, de moda, de pintura, de música, de cinema...

E apesar de muitas vezes sentir que não gosto da humanidade, sei que gosto de pessoas. Na generalidade ou especificamente. Por aquilo que são, por aquilo que foram, por aquilo que poderiam ter sido, mas sobretudo pelo que criam.

Por isso gosto de blogs. Por isso, começo agora a dar voz a todos os blogs que vejo por dia. Muitos. De todos os tipos. Devagarinho colocarei todos os que me dizem algo.

A minha singela homenagem é mesmo dar-lhes um espaço aqui. Por tudo o que me ensinam, e mais importante, por tudo o que me fazem sentir.

Espiral