Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2007

Pergunta

A ideia de que, mesmo que não haja luz, devemos continuar a andar, parece-me demasiado optimista: há as correntes a prender-nos, os precipicios à frente (?) e a nossa própria espada magoa-nos. Mas, está tão frio, que se paramos, morremos. A verdadeira questão é: Qual a morte que preferes?

Espiral
É duro quando houves um grito e não podes correr (porque ficaste sem pernas).
É triste que saibas que está alguém perdido e não possas orientar com a a tua voz (porque és mudo).
É injusto que face a essa morte não tenhas lágrimas ( porque o teu coração foi esvaziado).
É insano que alguém se encolha de frio e não possas abraçar (porque te tiraram os braços).

Mas é mais doloroso quando, sabendo que alguém está sozinho, te imobilizas (porque te feriram a alma).

Espiral

Simetria

Tendo em conta o último post de um blog de uma amiga recordo a frase:

"Só porque alguém não te ama como tu queres, não quer dizer que não te ame com todas as suas forças"

(autor desconhecido)

...Como se quer, como se necessita, como se merece,... afinal qual é o peso certo na balança? Para que lado ela pende mais?... entre outras coisas claro...

Espiral
Uma coisa boa da vida?

Agradeço o facto de quando estou lá na tal caverna "com estagmites e estalactites", sem luz nenhuma, haver sempre humano, animal, frase, canção que não me deixa afundar mais e quem sabe, até me faz elevar um pouco.

Hoje, sendo um desses dias que não acabam, tive o prazer de ler algo precioso num blog recem - descoberto

"Só há uma verdade, que é a da força que não desiste."

- Vergílio Ferreira, Apelo da Noite

Grande Vergílio! Tenho mesmo que te ler. Para ver se me fazes descobrir algum sentido num mundo que cada vez me parece mais sem Norte. Curvo-me com todo o respeito. Com toda a minha Verdade. Graças a ti, tem nome. Chama-se Perseverança.

Espiral




Queda

Todas as pessoas tropeçam. Mas a grande maioria só tropeça devido a uma razão. Pelos vistos eu não. Nos dias em que tropeço, é porque troquei os pés, havia uma pedra parva no caminho, o chão estava escorregadio e porque me empurraram. Tudo ao mesmo tempo. E o pior nem é isso: é olhar durante a queda para todos os lados e perceber até ao infímo pormenor de todos os motivos que me fizeram cair. E isso doí mais que a própria queda.


Espiral

Dor

"A dor tem um motivo."

Suponho que seja o sabermos dizer "basta" e não nos magoarmos mais.
Mas talvez eu esteja enganada. A dor talvez sirva para nós mostrar os nossos limites e permitir-nos escolher entre ultrapassa-los ou em perder para eles. Talvez. Só espero que se perceba que só é uma vitória quando ultrapassamos os limites da dor se valer a pena, se isso nos fizer mais felizes. Se não, basta de dor. A dor tem um motivo. Dar-nos a hipótese de escolha. Escolhe bem*

Espiral

Dialógo

- Não doí bater com tanta força?
- Sim.
- Então porque é que continuas?
- Porque vale a pena.
-Não percebo.
- As cocégas fazem-te rir?
- Sim!!!
-É por isso?
- Por eu rir?
- Também...porque assim sinto.
- E isso acontece porque o tens?
- Sim.
- E é bom?
- Todos os dias.

Espiral

Pedras

Talvez faça parte da descoberta de nós mesmo caminhar sobre as pedras que farão com que os nossos pés sobrevivam a males piores, como brasas, ou bocados de vidro. Faço partes dos que sabem a importância dessas pedras. Magoa. Mas sei que continuarei a andar por caminhos dificeis. Talvez nalgum momento pegue na pior pedra, na que mais me magoou, na que me fez superar as maiores barreiras e a coloque num pedestal discreto do meu ser. Agora não posso. Estou ocupada a fugir dos caminhos de vidros e de brasas. Ou a atravessá-los. E a sentir sempre as feridas das pedras que não cicatrizam.


Espiral

Inspiração: uma velha frase..."eu já passei por isto...mas não o ultrapassei..."

Heuristicas...

Nesta altura em que em todas as faculdades os alunos são postos à prova atráves de exames e/ou trabalhos é irónico que no meio de mais um stressante trabalho se encontre justificações para o pouco que se produz ou que se consegue. Denomina-se heurística da positividade (se não me engano...) e basicamente diz-nos que face a um trabalho tendemos a achar que iremos demorar menos tempo do que o necessário para o realizar mesmo que em situações anteriores semelhantes tenhamos visto que o tempo necessário para o realizar era muito maior.
Por isso, não stressem por aí além....somos todos irracionais! (Obrigada especialmente ao Tversky, ao Kanheman e já agora ao Jacoby por fundamentarem cientificamente e nos darem justificações válidas para o mau desempenho, ah ah ah, adoro-vos).

Espiral

p.s. e tenho a certeza que mais 2 dias chegam perfeitamente para acabar um relátorio....

p.s.2. e não esperem que num blog ponha bibliografias...

.

Simplicidade

Acho que a vida seria muito mais simples se nos limitassemos a subir as escadas rolantes que costumam descer, quando não estão avariadas, em vez de fazer fila naquela que costumava subir, quando avariam.


Espiral
A responsabilidade de quem procura a inocência ou o divino não pode ser atribuida a mãos meramente humanas; somos demasiado tentados pelo brilho do quotidiano para acarretar tal fardo.

(inspirado no filme "Alice")

Espiral

Agosto 2006

E agora que começa 2007, a vencedora da frase mais generosa e doce que ouvi em 2006 foi:

"Eu vou correr mais devagarinho para me conseguires apanhar, tá bem?" (dito, baixinho, por Beatriz, 3 anos, quando brincavamos à apanhada)

ehehe ^^