Quickribbon Espiral: Maio 2010

segunda-feira, maio 31, 2010

Com o devido atraso...

- O "Caim" é uma seca. Faltam-me 20 páginas e é uma seca. O Saramago lá pelo meio da sua degustação de ódio á igreja perdeu o dom todo que tinha (venero o Memorial do Convento) e agora só escreve moralidades aka banalidades, lá na maneira (anteriormente) original como ele escrevia. E que tal voltares aos bons livros? Hum? Hum?

- O final de Lost é um desânimo. Sinceramente, eu que via a série com mediano interesse, só vi a última temporada mesmo porque era última porque aquilo ainda baralha mais, e o final tá mesmo "oh-meu-deus-quisemos-ser-tão-espertos-e-meter-física-quântica-misturada-com-símbolos-religiosos-e-já-agora-para-apimentar-um-bocadinho-de-paranormal-e-porque-não-reencarnação-e-agora-ja-não-sabemos-que-volta-dar-por-isso-bora-lá-fazer-um-final-bonitinho-em-que-voltam-todos-à-vida-e-fazer-crer-que-tá-pensado-há-imenso-tempo."
Para a próxima tem que receber umas aulinhas sobre as diferenças entre simples e simplista e entre profundo e pseudo-intelectualoide. Volto aos Dexters e Californications e Sete Palmos de Terra desta vida. E também aos Sex and the Cities =D

- Começo a achar que vivia lindamente sem um primeiro grande "qualquer coisa". Também é um desânimo. E uma seca. Digo mais mal disto do que de escritores e de séries. A sério.

Espiral

Adenda acerca de Lost: Afinal não-voltam-todos-à-vida; afinal morreram mesmo. digam todos "ohhh".

sábado, maio 29, 2010

Sábados de sol

Hoje reparei enquanto limpava o meu quarto que todos os objectos que tenho a decorar foram-me oferecidos em aniversários e Natais. Na maioria, grande maioria, são tudo coisas que compraria para mim. Na excepção de um pequeno peluche (pequeno mesmo, 5 cms) que fui eu que comprei, tudo o que que está lá vem dos sentimentos dos outros. Do que os outros sabem de mim e do que gosto. É muito bom.

Hoje apeteceu-me guardar sempre todas aquelas coisas, como sei que farei.

Hoje, por segundos apeteceu-me mandar algumas fora, algo que sei que não farei.

Hoje vesti umas calças que não vestia há 2 anos e respirei fundo.

E olha, gosto de Smog (não é surpreendente.)


Espiral

quinta-feira, maio 27, 2010

Das coisas que me irritam

É bloggers que até gosto terem aquela treta do "eu já fiz isto e aquilo e aqueleoutro".

1º Desilude-me um bocado. Parece que tem que mostrar ao mundo que são muitooooo especiais e que fizeram mil e uma coisas em mil sítios diferentes do globo, obviamente entre-cruzado com coisas absolutamente banais para dar o ar de "sou normalissimo/a". Tanta batalha de ego. Tanta cagança. Para quê? Digo já que gosto mais de vocês sem a lista. E graças a deus os meus bloggers favoritos assim "mais que tudo" não fizeram essas listas" OUVIRAM BLOGGERS FAVORITOS? Aí de vocês que escrevam essas merdas.

2º Irrita-me também a memória que têm para isso. Como é que as pessoas se lembram de todos os momentos assim esquizofrénicos/loucos/inesquecíveis/estranhos/bizarros/ridículos que já viveram? Sou só eu que tenho má memória? E ok provavelmente não tenho assim momentos tão fantásticos, mas mesmo assim algum há-de haver (ou não).

3º Se eu puser lado a lado a lista de alguns desses bloggers vejo que fazem todos as mesmas coisas. Exe: Pelos vistos já quase toda a gente fez alguma coisa ilegal num país estrangeiro (o quê exactamente ninguém diz para dar um ar de mistério); dormiu debaixo de qualquer monumento famoso; viveu uma grande história de amor com o amor da vida mas não resultou; perdeu muito dinheiro em qualquer coisa e/ou ganhou muito dinheiro em qualquer coisa; participou em algum projecto de caridade lindo e maravilhoso. Portanto só nós mostra uma coisa. Somos todos humanos e todos fazemos muita coisa ao longo da vida. Palmas para nós e viva a diversidade =)

Isto tudo só para dizer que:
A minha heroína continuará a ser a minha avó que teve que criar dois filhos sozinha (marido falecido cedo), conhece a aldeia dela e o sítio onde vivem os filhos, e tem imensa força. E gosta de aprender actividades novas e não fala do que não sabe só porque sim. E é rija. E é uma senhora. E espero que quase todos os meus genes venham dela para eu conseguir ser um décimo do que ela é.


Portanto o meu único "eu já..." é "eu já tive (e tenho) pessoas maravilhosas na minha vida, entre elas, a minha avó".

Espiral




terça-feira, maio 25, 2010

"I want you"




E é isto. Para quem tem coragem. Para quem tem medo. Para quem acredita no Amor. Para quem acredita na música. Para quem acredita que os sentimentos são assim vitais. "Com toda a pujança e cagança" =)

Palavras para quê? Ouçam....


Espiral

Azul-marinho

Ela quando entrou no comboio só queria encontrar um lugar sentada para poder pintar as unhas.
Sentou-se no primeiro assento que viu e só depois olhou para o homem à sua frente. Homem de 40 e tais anos e sorriso de miúdo. A segurar uma bóia da barbie e com um conjunto de guizos coloridos de gato ao pescoço. As pessoas que passavam não se sentavam "deixe estar não precisa de tirar as coisas", e franzindo o sobrolho iam-se embora. Ele lá ficava, prestável, com o seu saco na mão. Uma miúda que se sentou à frente dele, levantou-se quando ele lhe perguntou alguma coisa e foi-se embora. Ela continuava a pintar as unhas. Não passa de um botão de volume. Mas em vez de um botão de volume é um botão de "capacidades cognitivas" em que alguém, por descuido, tocou e fez com que baixasse. Talvez se explicasse ás pessoas que não passava de um botão de volume que alguém baixou as pessoas não fizessem aquele ar incomodado. Aquele ar meio assustado, meio deslocado. Mas ela só queria pintar as unhas enquanto o comboio balançava. Algumas pessoas olhavam para ela com ar estranho. Algumas com um sorriso que dizia "isso vai dar merda". E realmente houve uma altura em que sujou o dedo todo. O senhor com o o sorriso de miúdo riu-se. Ela olhou para ele e foi a única que também riu com ele.

Espiral

domingo, maio 23, 2010

Estou a estender um certo dedo a um ente superior....

Aquela frase "aproveita o momento" deixou-me agora com um sabor amargo na boca..

É que o sentido do dever é uma coisa lixada. E devia ser proibido ter que bazar de uma festa porreirinha, onde já ia na quinta (ou seria sexta) caipirosca, e onde havia doces e gente porreira, e onde estava a rir com jogos de mímica e a divertir-me para ter que ir para casa estudar uma porcaria que não me apetece, não tenho jeito e sei que não vai correr bem.

Odeio inglês (quer dizer, odeio não ter jeitinho nenhum para ele). Odeio ser disléxica. Odeio, bah bah bah.

Espiral


Parecenças de estilo

Acabei de me aperceber que o Tim Burton de quem gosto que é um excelente realizador, poeta e criador de ideias é a versão moderna do Charles Dickens de quem até nem gosto por ali além.

As coisas que me lembro a ler o David Copperfield (de que até estou a gostar).

Espiral

Feeling good



Há dias em que tudo encaixa mesmo mesmo só porque sim.

Os medos voam, as desilusões são pontinhos pequenos na parede.

Parece que podes ser feliz para sempre.

Mas eu sei que isso é uma ilusão pegada. Que o medo está sempre ali, e as parcas fazem-nos tropeçar.

Talvez não possa ser feliz para sempre. Mas como diria o L. "podes ser feliz à mesma."

Estou a ser. =)

Espiral

p.s. Oh Nina Simone...fazes parte da "minha" banda sonora sim? =)


quinta-feira, maio 20, 2010

E um assunto mais leve mas mesmo assim pesado

Não sou daqueles mulheres a quem costumam aturar birras, dramas, obsessões.

Faltam-me com certeza a magia e o mistério dessas mulheres que de tanto serem cansativas e ditadoras se tornam possuidoras daquilo que esmagam/maltratam/seduzem/desprezam/ameaçam/encantam com essa maneira de ser.

Provavelmente porque se mostram (ridiculamente) frágeis. E qual é o homem que não gosta de um "Se me deixas morro já aqui"? Provavelmente há os que não gostam, mas mesmos esses acabam por se tornar um bocadinho "tontos" ao pé deste tipo de mulher.

E eu não sou assim. Falta-me esse toque normalmente tão associado ao sexo feminino. Eu jogo, mas sem batota.


Por norma prefiro ser assim, mas há dias...

Espiral

Olha eu a falar de algo que se parece minimamente com política...

Não sei bem até que ponto sou de direita. Muitos dos meus valores têm uma componente liberal que parecem mais de esquerda. No então o meu sentido de ordem e de "certo" tendem certamente para o lado destro.

Hoje de manhã ao ouvir falar Paulo Portas na rádio sobre o rendimento social de inserção percebo o que me agrada: as medidas práticas e justas. Tirar aos que não merecem (sim, as pessoas não são todas iguais, quero lá saber do politicamente correcto), dar aos mais carenciados, não dar só porque sim, etc.

E são propostas concretas e objectivas e podem ser feitas.

Olha pronto, não sou de lados, sou de "coisas" fundamentadas e lógicas e coerentes e para o bem geral (e não dos trafulhas).

Espiral

quinta-feira, maio 13, 2010

Tic Tac

Fazerem a contagem final para os teus anos como se fosse pro ano novo é engraçado.

Bem, ninguém têm um principio de aniversário tão cómico como o meu, a empurrar carros que teimaram em não querer arrancar.


Sabem, gosto da minha vida =).

E já passou um quarto de século.


Espiral

domingo, maio 09, 2010

Hoje, para uma frigideira enorme não cair em cima do meu cão, instintivamente pus o braço a protegê-lo e levei com a frigideira em cima da mão.

Tenho o pulso torcido e a mão inchada, para além de um corte. E doí. (E sinceramente não sei como não parti a mão...)


Acho que isto é um bom resumo da pessoa que sou.

Não significa que seja um resumo bom.


Espiral

sábado, maio 08, 2010

Frases daquelas XV

"Talvez tenhamos que abandonar a pessoa que fomos para ser a pessoa que seremos."

Sex and the City, season 5 episode 1


Espiral

quinta-feira, maio 06, 2010

Mood IV

A I. disse que tinha a ver comigo. E quem sou eu para contrariar?

Eu vou sempre voar. Mesmo que haja mossa (e se há...).






Espiral

quarta-feira, maio 05, 2010

Se me faltar emprego....

Vou escrever textos giros para pôr em postais. Especialmente se forem de casamentos. Se elogiam.... =p

Eh tenho amigos feliz e casados, tenho amigos felizes e noivos, amigos felizes e enamorados, amigas que apanham o buquet, amigos que ficam com a liga.

Até 2015 tá o mundo à minha volta todo casado tá dito....

Incluindo os "namoráveis" e os "fodiveis". Sim porque isto há categorias lindas =)

Voltando à vaca fria, pessoal se precisarem de textos lindos para postais de anos, casamentos, de melhoras, de batizado, de fitas de bênção, de funerais, eu cobro baratinho =D

Espiral

p.s ó futuros casados não ponham aquele música da Ivete Sangalo em momentos bonitos que o meu coração parte-se em mil bocadinhos. É muita emoção...

p.s. Juro juro, futuros casados que da próxima vez sou mais discreta a roubar os noivos do bolo. Juro.