terça-feira, dezembro 23, 2014

Homens apaixonados, atentem a este post =)



Acho que esta seria  uma maneira muito doce de o fazerem caso me pedissem.

(Amorosa, romântica, e atenta aquilo que sou, uma rapariga que ama livros)

Oferecendo-me este livro:



p.s. Não, não lê este blog, nem é uma msg subentendida. É só uma ideia gira (Homens que porventura leiam este blog e cuja mulher que amam adore ler, é uma ideia mega gira para o fazer, con o anel claro ^^)

p.s.2 Se conseguir fazer alguma mulher muito feliz com este post, já ganhei o ano (e olhem que está a ser um ano difícil)

segunda-feira, dezembro 22, 2014

quinta-feira, dezembro 18, 2014

"Onde errei?"

A procura de uma razão, motivo, justificativa, qualquer coisa contra a qual me possa revoltar, lutar combater. Um destino, um karma, um caminho desviado, um precalço irremediável, um acidente trágico, um erro fatal. Algo, algo onde possa descarregar esta frustração toda, esta amargura, toda a tristeza, mágoa e ansiedade que me assola por me saber perdida, sem saber porquê.

terça-feira, dezembro 16, 2014

Oxigénio para a (minha) alma

(ou como apesar de tudo e do meu feitio soviético, todos nós precisamos de incentivos e motivações)

"O atleta mais forte não é o que chega em primeiro lugar à meta. Esse é o mais rápido. O mais forte é o que se levanta de cada vez que cai. O que não pára quando sente uma dor no flanco. O que quando vê a meta muito longe não desiste. Quando esse corredor chega à meta ainda que seja o último, é um vencedor. Por vezes, mesmo que queiram não está na vossa mão ser o mais rápido, porque as vossas pernas não são tão compridas ou os vossos pulmões são mais estreitos. Mas podem sempre escolher ser o mais forte. Só depende de vocês, da vossa vontade e do vosso esforço. Não lhes vou pedir que sejam os mais rápidos, mas vou exigir-lhes que sejam os mais fortes."

(A Bibliotecária de Auschwitz, Antonio G. Iturbe)



Na música como na vida

Existem músicas que encerram nelas todos os meus sonhos de grandeza, todos os meus amores não vividos, todos os meus sonhos e derrotas. Nelas cabem os mais belos sentimentos do mundo, recheados de êxtase, orgasmos e também ironicamente ou não, transparência, pureza e amor. Todas as recordações reunidas, como uma caixa de Pandora que nunca irá explodir, mas onde caberão certamente sempre lágrimas.


E onde fica sempre no fim, a um cantinho a mesma coisa.


terça-feira, dezembro 02, 2014

Voltei VI

Mas haja saudínha e pessoas que nos amam, valha-nos isso.

Voltei V

E digo-vos que isto de estar perdida, sem caminho, sem luzes não tem assim gracinha nenhuma..e é um barco complicado de se navegar.

Voltei IV



E voltei a ouvir  música (qualquer dia volto a escrever....acho)

Voltei III

E é NATAL.

E eu não era eu não comprando lembranças para oferecer a todas as pessoas que adoro, nem tentanto fazer algumas coisas handmade.... nem gastanto quantias que são realmente elevadas para o meu estado atual...

Mas sou mesmo da opinião que prefiro dar um bocadinho de calor e carinho a muitas pessoas (que adoro, que respeito e que estão sempre comigo) do que 3 ou 4 prendas "GRANDES" a 3 ou 4 pessoas realmente importantes. Percebo quem o faz, mas por enquanto tem mais a ver comigo a outra forma de estar.

Voltei II

Armo-me em parva e tento correr 8 kms ao frio (2 graus) pelas 19h da tarde depois de 4 MESES  sem fazer nada.

Hoje pareço uma velha encalicada.

Amanhã tento novamente (sem ser as 19h da tarde que eu até aguento mas a minha garganta é frágil como as papas)

Voltei

Não me renovaram o contrato num sítio onde odiava trabalhar, onde não tinha qualidade de vida e onde ganhava pessimamente e não estava minimamente na minha área nem com margem para progressão, e onde não encaixava e sentia os neurónios a morrer.

O alivio é 50% em conjunto com 50% de angustia (ninguém vive do ar)

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...