Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2006

Candura

Criança para a montanha:

Só me vences porque tens mais anos que eu.
Só me ganhas porque já aprendeste mais coisas.
Só me calas porque gosto de ti!

inspiração escrita - O principezinho de Saint Exupéry

Véspera de exame

Acordar tarde. Ficar mais um pouco naquele sono. Tento sonhar. Com o que desejas. Com o quotidiano. Com qualquer coisa. Para que o tempo passe eu não tenha de acordar a sério. Levanto-me. Vou tomar banho. E depois almoçar. Vou a internet ver quem está no messenger. Convidam-me para um café e recuso desculpando-me com o estudo. É sincero. Eu devia mesmo estudar. Vou fazer mais um pouco do puzzle de 1500 que está no chão do meu quarto há dias. Já só falta as partes complicadas. Não é estranho que demore. Volto ao computador. Acabo uma tradução de uma bd japonesa. Hobbie giro....É melhor editar para ficar já feito. Depois já posso estudar. Pronto! Leio algumas páginas. Entro em pánico. Vejo que ainda não fiz metade. É melhor parar e descontrair. e já é hora de lanche. Aproveito e como qualquer coisa. Reparo que tenho as unhas péssimas. É melhor ir arranja-las se não partem-se. Pronto, agora estão bem. Olha, chegou a minha mãe. Por a conversa em dia e tal....leio mais umas páginas..Tenho …

Gesto do quotidiano

Odeio óculos escuros. De os usar. Acho...que não os quero usar nunca mais. Para eu ver. Para me verem. Só a conduzir...porque o sol arrasa e eu não brinco quando há reflexos que mostram uma iluminosidade que sou incapaz de suportar. Não preciso de ocultar nada. Estou farta de baixar a cabeça apenas porque umas lentes me impedem de ver. Um dia...vou tirá-las.

inspiração escrita- Imortalidade de Milan Kundera
Slipping away

All that we needed was right
The fresh hold is breaking tonight

Open to everything happy and sad
Seeing the good when it's all going bad
Seeing the sun when I can't really see
Hoping the sun will at least look at me

Focus on everything better today
All that I need and I never could say
Hold on people that slipping away
Hold on to this while it's slipping away

All that we needed tonight
Are people who love us and like
I know how it feels to meant
Oh and we leave here, the seas

Open to everything happy and sad
Seeing the good when it's all going bad
Seeing the sun when I can't really see
Hoping the sun will at least look at me

Focus on everything better today
All that I need and I never could say
Hold on people that slipping away
Hold on to this while it's slipping away

So long
So long

Open to everything happy and sad
Seeing the good when it's all going bad
Seeing the sun when I can't really see
Hoping the sun will at least look at me

Focus on everything better today
A…

Dia da criança

Um dia para tocar o sol com o dedo. E cheirar a pele dos outros. Para comer gelados e sussurrar ao vento feitiços que despertam ou manifestam paixões. Um dia para correr porque sabemos que podemos voar. Para ouvir risos intermitentes. E para os soltar. Há dias assim. Não porque queremos. Não porque se emitiram razões, tratados ou leis. Não recebi uma boa noticía. Não recebi uma má. Ninguém nasceu ou morreu aqui perto. E tão pouco me confidenciaram ao ouvido, bem rente ao meu pescoço, os meus desejos.
Um dia para viajar por aí, ou nos meus sonhos. Para adormecer depois de ter trepado à árvore mais alta ou de ter lido o romance mais chato. Um dia para escrever palavras a mostrar que a felicidade se condensa em 24 horas. Sem chama forte a devorar o mundo. Sem brasas lentas a aquecer o corpo. Apenas um fogo que existe. Porque sim.

Espiral