quinta-feira, junho 01, 2006

Dia da criança

Um dia para tocar o sol com o dedo. E cheirar a pele dos outros. Para comer gelados e sussurrar ao vento feitiços que despertam ou manifestam paixões. Um dia para correr porque sabemos que podemos voar. Para ouvir risos intermitentes. E para os soltar. Há dias assim. Não porque queremos. Não porque se emitiram razões, tratados ou leis. Não recebi uma boa noticía. Não recebi uma má. Ninguém nasceu ou morreu aqui perto. E tão pouco me confidenciaram ao ouvido, bem rente ao meu pescoço, os meus desejos.
Um dia para viajar por aí, ou nos meus sonhos. Para adormecer depois de ter trepado à árvore mais alta ou de ter lido o romance mais chato. Um dia para escrever palavras a mostrar que a felicidade se condensa em 24 horas. Sem chama forte a devorar o mundo. Sem brasas lentas a aquecer o corpo. Apenas um fogo que existe. Porque sim.

Espiral

2 comentários:

pb disse...

"porque é que o céu é azul?" por vezes faz mais sentido do que "quanto é que ele ganha?, o que é k ele faz?"
1dia para aqueles que ainda dão valor às coisas simples da vida. as crianças. e todos os que sabem manter a pureza de espirito. um dia para tocar o sol com o dedo, nao é assim? ;)

catavento disse...

tocar o sol com o dedo porque conseguimos sempre lá chegar, um dia para saltitar por entre os sonhos e sorrir, rir muito porque o fogo faz-nos cócegas. para partir e chegar logo a seguir em micro viagens que são a eternidade.
porque sim!

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...