Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2015

"Se a flor tem no destino ser do vento, há tanto tempo eu aguardo meu amor..."

A vida pode ser complicada mas o amor é simples. O amor, não os seus contextos, os seus desequilíbrios, as suas nuances, os seu timings ou as suas correspondências.

E muito menos as suas intensidades. E contra elas nada podemos fazer. É o que é. E cada um ama como pode, sabe, aprendeu ou sente.

E eu, sinceramente, amo do modo que sinto. Sem tabus, sem preconceito, sem reservas. E também, aprendi, sem culpas.

Porque o amor, felizmente, é simples.

Não me picam, não percebo porque.

Ao dia 16 do mês de Abril do presente ano descubro o que é uma carraça, devido ao alerta do meu primo, ao brincar com uma achando que é um insecto inofensivo qualquer.

Não contente com isto,  depois de umas caminhadas na serra descubro, ontem, segunda feira  uma no meu cabelo.


Já percebi o qu é uma carraça, não preciso de mais exemplos empíricos.

Do que aprendo todos os dias: quem sou

- Não interessa o tempo, o espaço, a apatia, a espera e o desespero, os meus neurónios não morreram todos;
- Não interessa o tempo, o espaço, os sentimentos que não voltam ou os que ficam, só conheço o significado da palavra "ciúme" contigo;
- Não interessa o tempo, o espaço, aquilo que me torno ou as mudanças que acontecem, sou comunicativa e tenho boas ideias;
- Não interessa o tempo, o espaço, o que cresço, as minhas pessoas vão sempre pertencer-me;
- Não interessa o tempo, o espaço, as emoções que esvoaçam, eu sei quem amo;


Esta semana é a doer (façam as contas)*

- Entrevistas em Lisboa em 3 dos dias :nomeadamente hoje (10h), amanhã (15h) e depois (horário a combinar);
-Convite para assistir a uma divulgação cientifica (que não posso nem quero perder porque é parte de outro processo de recrutamento): amanhã às 17h30;
- Hoje, daqui a 5 minutos, 6h de formação como parte do curso de recertificação de TAT (Tripulante de Ambulância de Transporte) porque para quem não sabe sou voluntária da Cruz Vermelha Portuguesa em urgência pré hospitalar;
- Quarta à noite, quinta de manhã e quinta a noite vou ajudar a marcar percursos, e ajudar na organização de um Trail que irá acontecer Domingo organizado pelo meu primo favorito (a família é sagrada, e eu ajudo a família);
- Estando desempregada estou a trabalhar temporariamente e a recibos verdes como entrevistadora para uma Universidade Nacional o que equivale a ter que ir para Lisboa quase todos os dias da semana para tentar entrevistar pessoas que já foram entrevistadas anteriormente (estudo longitudinal)…

Disto

"Sinto-me extremamente próxima de ti. Sinto-me como se te conhecesse melhor do que qualquer outra pessoa mas quando me olhas é como se não fosse verdade."

(Olivia D.; Fringe S04e13)

Before Sunset - Favorito

- Porque acredito em reencontro;
- Porque acredito em 2ª oportunidades:
- Porque acredito no crescimento (mas não na mudança)
- Porque adoro as dores deles, as mágoas deles, as esperanças deles;
- Porque adoro a parte em que sobem as escadas para a casa dela;
- Porque foi com esse filme que passei a amar Nina Simone;
- Porque adorei a parte da catarse no carro;
- Porque acredito nas histórias de amor que duram... mesmo passado 9 anos;
- Porque adorei ver a química deles, igual, maior, intensa;
- Porque adorei as conversas;
- Porque nunca fui a Paris e faz-me querer ir ainda mais;
- Porque me identifico tanto com o que eles são;
- Porque o Jesse tem muito das pequenas fraquezas que mais me enternecem nos homens;
- Porque a Celine tem muitas das manias que me irritam em mim própria;
- Porque sou romântica;
- Porque o Amor para mim é Construtivo;
- E porra não há nada mais sexy e excitante que uma boa conversa (com a pessoa certa)

Do dia de hoje

- Ir supostamente a uma entrevista de trabalho e dar com um prédio velho, não me responderem ao intercomunicador é meio esquisito (e sim, a empresa tinha site e contacto).

- Quem é que é capaz de comprar alguma coisa na Primark? Sinceramente nunca encontro nada de jeito.

- Já na Tiger encontro tudo o que quero e também o que quero mas não sabia. Adoro, adoro, adoro. 

- Isto de pagar por sacos com o logótipo das lojas irrita-me um bocadinho. Tenho mesmo que passar a andar com um saco qualquer na mala.

- Cada vez ligo menos a centros comerciais, cada vez o consumismo em si faz-me menos sentido.

E por fim, caí o pano

E pensas que és abençoada.

Por seres sempre tu, mesmo vulnerável, mesmo parvinha, mesmo romântica, porque "és fiel a ti mesma". E como ironicamente talvez isso te tenha salvo de uma amargura e de um desencantamento muito pior.

E porque terás sempre a tua Verdade. Mesmo que seja em cima de uma mentira.

Como por exemplo....

Manias

Tenho uma estratégica (?) que é nestes momentos de colisão ir ouvir todas as músicas que marcaram aquele momento. Que têm a ver com aquele contexto.
Podem achar muito suicida, mas é uma excelente ferramenta de catarse e também de análise. Perceber que ainda é aquilo ou que afinal já não é.

Pouco a pouco crescemos.

Porra. Sempre actual.

Música que coincide sempre. Não há hipótese..

E é isto, não percebo nada de amor pah, quanto mais falar dele

É engraçado

Como nunca na minha vida as colisões emocionais e racionais acontecem em momentos distintos para dar tempo para respirar, para reflectir, para maturar, para conseguir ser muito boa numa coisa porque a outra está equilibradíssima...

Não, na minha vida as colisões são sempre aos pares.