Quickribbon Espiral: Dia da Poesia

quarta-feira, março 21, 2012

Dia da Poesia

Salvo traduções mal feitas a poesia é o único tipo de escrita que prefiro ler na lingua original (com excepção feitao aos Sonetos de Shakespeare, brilhantemente traduzidos para português por quem percebe do assunto numa edição bilingue que tenho em casa).

E este é o maior elogio que lhe posso fazer.

2 comentários:

S* disse...

Sem dúvida que fica sempre melhor na língua original. E eu tenho uma devoção a este poema:

How do I love thee? Let me count the ways.
I love thee to the depth and breadth and height
My soul can reach, when feeling out of sight
For the ends of being and ideal grace.
I love thee to the level of every day's
Most quiet need, by sun and candle-light.
I love thee freely, as men strive for right.
I love thee purely, as they turn from praise.
I love thee with the passion put to use
In my old griefs, and with my childhood's faith.
I love thee with a love I seemed to lose
With my lost saints. I love thee with the breath,
Smiles, tears, of all my life; and, if God choose,
I shall but love thee better after death.


by Elizabeth Barrett Browning

Espiral disse...

Obrigada S.

Muito bonito e não conhecia =)