sexta-feira, outubro 28, 2016

Já disse que sou romantico-pragmatica?

Podemos fantasiar com momentos que passaram, com o que poderia ter sido, com o "arrepio", com a conjugação, com as afinidades, com a magia, mas no fim, o que interessa mesmo são os comportamentos.


Sem comentários:

Não escrevo, há quem o faça melhor

É tão isto.