sábado, outubro 06, 2012

De mim

Sou de descobertas, de insights, de surpresas.

Já me fizeram os mais belos elogios do mundo. Não foram feitos pelas pessoas que mais me amaram. E é isso que faz deles os elogios mais belos do mundo. Porque foram profundamente desinteressados.

Já perdi. Primeiro o deslumbramento. Depois a energia. Depois a magia. Já perdi muito. E é triste porque não sei como voltar a acreditar. Mas sei também que ainda não perdi tudo.

Aprendi muito também. Mas ainda me falta aprender tanto. E sou grata por isso.

E sei que nunca vou deixar de amar quem amei. E não me importo. Nem são fantasmas, nem me dão pesadelos. É como é. E são sentimentos tão bons, tão bons que nunca os conseguirei renegar. Porque quem amamos faz sempre parte de nós. mesmo quando já não fazem.

Tenho desenhos feitos por crianças que me vêm uma vez por ano e mesmo assim gostam de mim, nem percebo eu porquê.

Ando de bicicleta. vejo paisagens que me deslumbram, por mais que as veja. Por isso talvez não tenha perdido todo o deslumbramento.

 E corro, e tento, por isso talvez nem toda a energia me tenha deixado.

E ainda sonho, com ses, com certezas, com empenhos e promessas. Por isso talvez afinal ainda acredite em magia. =)


Sem comentários:

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...