quinta-feira, junho 04, 2009

Frases daquelas IV

Gosto de frases com impacto, é um facto. E quando nos cai no colo uma frase que parece ter tudo a ver com o nosso mood no momento acho que passamos a acreditar em sinais.

Ontem ao pequeno almoço, num daqueles pacotes de café, estava escrito uma frase que, não caindo que nem gingas naquele momento exacto do meu dia, acabou por fazer todo o sentido muito poucas horas depois.

E graças a isso fui disparadissima, na minha hora de almoço, até à Fnac mais próxima (adoro, adoro estar a estagiar na Baixa) à procura do tal livro do sr. X. Apesar de saber perfeitamente que frases "xaran" estão feitas para deixar as pessoas embeiçadas, lá fui, não ligando aos neurónios que me diziam "olha que se calhar o livro nem é nada de especial."

Chego à fnac, peço o livro, e trazem-me um exemplar. Torci logo o nariz à capa, muito ar light para o meu gosto. Depois reparei melhor. Era um romance histórico.... de um D. Diogo com uma judia liberta. Fiquei desanimada. Não me interpretem mal. Eu gosto de romances históricos. E o sr. escritor do livro deve perceber muito do assunto. E aquilo deve estar tudo muito rigoroso. Mas devido à frase eu ia à espera de algo mais actual e mais vá arrebatador. Ainda por cima em livro para umas 260 paginas no máximo. Um romance histórico para mim tem que ser maior. Não comprei. O meu mood passou de triste e deprimida para isso tudo e ainda por cima desanimada. Nem um livro me salva.

A frase? A frase faz tanto sentido que até chateia:

"Que estranho destino é o meu que apenas me consente paixões ardentes e me faz esgotar em amores improváveis."


Espiral

2 comentários:

afectado disse...

Por essas e por outras eu nem olho para os pacotes de café :)

Espiral disse...

Pois. E eu podia mesmo nem olhar até porque nem ponho açucar no café.lol

Espiral

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...