quarta-feira, junho 03, 2009

Há coisas...

Que não deviam doer e doem. Assim visceralmente. De repente e de surpresa. Só porque sim.


Espiral

Sem comentários:

Do que eu cresco, fragilizo, fortifico

Cada vez mais sou menos de frases peremptórias. Cada vez sou menos de classificar tudo em polaridades. Porque me parece superficial, e mais ...