Quickribbon Espiral: Morte

quarta-feira, maio 10, 2006

Morte

A morte conduz uma bicicleta enquanto tu andas de carro. Vai, figura de adolescente frazino, sweat azul escura com capuz e mochila laranja às costas, a pedalar. Ao aproximar a um cruzamento espera que estenda mão a indicar o caminho que vai seguir. E segue o caminho contrário. Nunca passes à frente da morte...porque ela pode estar para seguir a mesma direcção que tu.

Espiral

2 comentários:

catavento disse...

como será que a morte conduz a sua bicicleta? será que às vezes também ela se esquece de indicar o caminho (talvez sempre se esqueça, elas às vezes consegue ser muito distraída). será que a morte é um anjo? os anjos, ouvi dizer pairam por aí perto de nós para nos guardar. talvez a morte seja um deles. talvez a morte se vista de branco para não ser reconhecida pelos outros. será que a morte consegue ser ludibriada? será que a morte às vezes tem dúvidas? será?

mag disse...

se não fosse sobre a morte, diria que esta era uma historinha de crianças. aquelas que têm sempre uma moralidade escondida algures. esta morte de bicicleta é imprevisivel..
..remete-me para a ponderação dos momentos da vida. de todas as decisões tomadas e por tomar. virar a direita ou a esquerda..? encontrar-me aqui com o miudo de mochila laranja.. ou la mais a frente? assusta-me poder existir "escolha" nestes momentos de morte. bj