quarta-feira, janeiro 13, 2010

A próposito de nada...

Lealdade e fidelidade não são sinónimos.

Gosto delas juntas, mas se tivesse que escolher iria sem sombra de dúvida para a lealdade.
Lealdade: se estivermos a cair dar a mão à pessoa que está ali para nós e não há pessoa que nos pode impedir de cair.

É, é isso mesmo. Eu sou assim. Algo me diz que não vou durar muito tempo.

Para mim a lealdade faz de nós humanos. A fidelidade tá sempre ali a pregar-nos uma rasteira.

(Não, não estou a falar de relações. Sim, sou profundamente fiel à ideia de fidelidade a 100%. Conceitos, falo de conceitos.)

Portanto, mal por mal, ou mal por bem, ou bem por bem, antes de ser uma pessoa fiel, sou uma pessoa leal.

E que alguém me ajude que os tempos não estão para pessoas assim. (Assim, como assim, nunca estiveram...)

Espiral

p.s. O Gollum só queria a porra do anel a qualquer preço porque não estava a procura de emprego... ele ia ver o que era precious....

Sem comentários:

Do que eu cresco, fragilizo, fortifico

Cada vez mais sou menos de frases peremptórias. Cada vez sou menos de classificar tudo em polaridades. Porque me parece superficial, e mais ...