segunda-feira, abril 11, 2011

Esqueceram.-se de me avisar

Que não importa o que eu faço e o cuidado que tenha com os outros; não significa que essa sensibilidade será reciproca;

Que não interessa a coragem, os bons modos, a estima, o carinho, a intensidade, o cuidado; é tudo "bullshit". porque a ideia de causa-efeito é inevitavelmente um conceito parvo, destruturado e serve apenas como bengala psicológica.

Mas, obrigada, Parcas, por me mostrarem de modo tão subtilmente cruel o grau irónico da aleatoriedade do mundo. E que nessa aleatoriedade a manteiga do meu pão calha estar sempre para baixo.

E neste momento dou todo o crédito a algo que me disseram ontem e que na altura menosprezei: "As pessoas genuínas tendem a ser demasiado vulneráveis. Protege-te"

Conclusão: Vou passar a barrar a torrada com doce.

Sem comentários:

Do que eu cresco, fragilizo, fortifico

Cada vez mais sou menos de frases peremptórias. Cada vez sou menos de classificar tudo em polaridades. Porque me parece superficial, e mais ...