segunda-feira, abril 11, 2011

Mas,

É cansativo sentir-me sempre um animal ferido.

4 comentários:

paula milani disse...

Espiral,
Somos todos um animal ferido.
Em relação ao post anteior: a coragem, os bons modos, a estima, o carinho, a intensidade, o cuidado não são características para os outros, são para nós. Os outros acabam por partilharem delas porque convivem connosco e elas fazem parte da nossa maneira de ser.
Protege a tua vulnerabilidade, continua a ser genuína e lembra-te: é impossível agradar a toda a gente. Gere-te e cresce por ti.

Um abraço do fundo do meu coração! *

Phil disse...

Vai passar, o tempo cura tudo :)

Espiral disse...

Paula,

Ha animais feridos que tem mais cuidados que outros;
Fora isso, concordo ctg; mas é duro à mesma lol

Phil,

Sim, o tempo se não cura, atenua pelo menos. Mas ver o tempo passar é complicado; especialmente se nenhuam vertente da tua vida tá assim fantástica,

paula milani disse...

Isso de estar a comparar é relativo, depende sempre do ponto de vista. E, quando estamos mergulhados na emoção, tudo parece pior.
Aquilo que é uma luta para uns pode não ser para outros. As batalhas estão sempre dentro de nós e normalmente quem tem mais sofrimento é quem escolhe confrontá-las. Se isso é possível, também é possível escolher ser feliz, todos os dias.
Não é fácil, mas faz-se...
Bjs grandes*****

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...