terça-feira, abril 02, 2013

Entre o primeiro e o segundo...

As pessoas em geral têm uma falta de identidade tão grande que parece que precisam de apregoar todo o tipo de coisas, defendendo as suas damas como se alguém estivesse a atacar.

Ou então estou enganada e a minha falta de necessidade de o fazer remete-me a mim para um falta de identidade inegável.





Sem comentários:

Do que eu cresco, fragilizo, fortifico

Cada vez mais sou menos de frases peremptórias. Cada vez sou menos de classificar tudo em polaridades. Porque me parece superficial, e mais ...