sexta-feira, fevereiro 26, 2010

Coisas que falam de mim... ou não

Há dias no facebook o N. disse que quando fazia textos tinha problemas em acabar as frases. Não sabia como o fazer.

Na altura disse-lhe que o meu problema era exactamente o contrário. Nunca sabia como começa-las.

***

Eu sou focada. Eu não quero pegar nos clichés todos e ser feliz. Mesmo sabendo que a maior parte dos clichés fazem as pessoas felizes. Procuro os meus clichés (que podem ser iguais aos dos outros), que me fazem feliz, muito obrigada.
Eu não procuro aquilo a que chamam felicidade. Procuro ser eu. Ser eu faz-me feliz, pelo menos a maior parte das vezes. E das vezes que não faz, ao menos sinto-me autêntica. Que é quase quase tão bom como ser feliz. Porque no fim, as duas coisas unem-se. Digo eu...

***

Não me importo de baixar as expectativas, desde que me sinta mais feliz assim. Agora baixar e não ser feliz? É o suicídio da felicidade. Do mesmo modo também sou apologista que equipa vencedora não mexe. Sim, quando as coisa estão bem, sou resistente a mudança. Se estão mal não. Se estão mal, é para mudar. Não gosto de males conhecidos. Só de bens de sempre. =)


Bem, vou trabalhar.

Espiral

Sem comentários:

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...