segunda-feira, março 29, 2010

Empatia

Ontem percebi mais uma vez porque não podia fazer psicologia clínica.

Faço demasiadas transferências. Fantasmas que deviam estar mais que exorcizados aparecem, mesmo que tenuemente, quando alguém me fala que está a passar um caso semelhante.

Piora se essa pessoa é minha amiga.
Piora se está a sofrer imenso.
Piora se me pergunta "como é que sobreviveste a isto?"

Pois, também não sei bem.

Mas estou aqui =)
( e a vida não dá voltas de 180º? Sim, dá.)

Espiral

Sem comentários:

Do que eu cresco, fragilizo, fortifico

Cada vez mais sou menos de frases peremptórias. Cada vez sou menos de classificar tudo em polaridades. Porque me parece superficial, e mais ...