terça-feira, setembro 09, 2014

Do amor e do desamor

Sentir uma ternura imensa e saber que se poderia dizer sem armaduras e sem sombras e com uma segurança inquebrável "Eu gostava mesmo de ti."

Sem comentários:

Não escrevo, há quem o faça melhor

É tão isto.