terça-feira, setembro 01, 2009

Dias como estes.... cheios

Imaginem a cena:

Lisboa com uma temperatura de 30 e muitos graus, um carro estacionado ainda um bocadinho longe do destino, e uma caixa de livros para carregar. A caixa de livros rebenta (ah ah ah isto é tão típico) a meio caminho entre o carro e o destino. De alguma maneira consigo levar tudo de volta ao carro e retirar aqueles que estão a fazer peso a mais. Felizmente que a caixa não se rasgou, apenas se abriu. E tenho que arranjar uma solução qualquer para os levar ao destino. Até me apetecia fazer um manguito ao mundo e ir-me embora. Mas desde quando é que eu opto por soluções viáveis? Os livros chegam onde têm de chegar. Depois de ter feito duas viagens a pé. Com várias paragens pelo meio para descansar (sou mesmo fraquinha). Fiquei com os braços a tremer, alagada em suor e com a t-shirt preta cheia de pó dos livros.

Realmente este tipo de situação é mesmo minha. Muito boas intenções, mas muitas peripécias pelo meio.

Mas estes dias "tão-eu-que-faz-confusão" acabam por ter coisas boas para além da acção em si (que chegava e sobejava para me sentir bem^^)

- Descobri uma loja com roupa interessante pelo trajecto.
- Compensei as calorias perdidas com um magnífico gelado artesanal à hora de almoço. Uma pessoa tem que se compensar (como se eu precisasse de motivos para comer gelados)
- O Benfica ganhou, daquela maneira muito saborosa, que nos faz ter esperança.
- Suecada e conversa até às três da madrugada com o D., a M. e o R. Gosto de sueca, e gosto destas conversas sobre a vida....


Espiral

p.s. Doi-me os braços e as costas hoje...

Sem comentários:

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...