Quickribbon Espiral: Dizerem-me

terça-feira, junho 22, 2010

Dizerem-me

"Aconteceu uma coisa, depois conto-te." aka "Tenho uma coisa para te dizer." aka "Tudo mais ou menos, já falamos." e deixar-me em compasso de espera é das piores coisas que me podem fazer.

Faço logo os piores cenários possíveis e imaginários, o fim do mundo e o diabo a sete, e fico nervosa o tempo todo.

Quando finalmente me contam o que se passa, mesmo que seja qualquer coisa chata e desagradável, eu não consigo expressar muito pesar pois não chega aos calcanhares do que imaginei. Por isso é possível que às vezes passe por insensível ou por indiferente. Não é isso. Simplesmente quando pensamos que vai acabar o mundo ficamos um bocadinho a leste da cabana de ferramentas que ardeu.

Espiral

2 comentários:

Dorushka disse...

E podia ter sido eu a escrever isto...
(Aliás, é rara a vez que cá venho e que não penso isso. Deve ser por isso que não comento muito, só para dizer concordo, acho que não vale a pena...)

Espiral disse...

Obrigada.

Acho giro haver quem se identifique dessa maneira com o que escrevo. Estás sempre à vontade para dizeres o que pensas. =)