Quickribbon Espiral: Pardais

sábado, março 26, 2011

Pardais

Eu tinha um pardal saltitante. Há quem mate pardais. Mata-los com espingardas de canos serrados? Para quê tanta violência? Basta uma agulha atirada no peito e puff, morre o pardal. Adeus pardal.

Mas os pardais devem ser como os coelhos. Nascem irracionalmente. Tenho muitos pardais portanto. Coitadinhos, nem sabem o que lhes espera. Muitas agulhas. Muitas espingardas de canos serrados.

3 comentários:

paula milani disse...

Boa Espiral =) Continua a ter mais pardais. A Natureza é mesmo um ciclo de vida e morte! **********

Espiral disse...

LOL, Paulinha tu ajudas-me com o optimismo =)

paula milani disse...

Ao que chamas de optimismo eu chamo de ter-consciência-de-que-a Natureza-é-de-uma-determinada-forma-e-a-nossa-única-solução-é-aceitá-la-como-é-pois-fazemos-parte-dela...
Fico contente em ajudar-te! =)