segunda-feira, janeiro 09, 2012

Sobre aquilo que nos faz erguer

O amor é quase todo igual. O desamar também.

(Atentem ao uso de substantivo e ao uso do verbo. É intencional.)

Sem comentários:

Não escrevo, há quem o faça melhor

É tão isto.