domingo, fevereiro 16, 2014

Do dia dos namorados que foi há dois dias

Gosto.
Do mesmo modo que gosto de todas as datas que se assinalam e que são importantes (curiosamente só não ligo ao meu aniversário).
Porque sim, porque são dias bonitos, sagrados, e sim, se na correria dos dias, no desenfreado cruel do stress e das rotinas precisamos de algo que nos faça parar e relembrar, porque não?

Todos precisamos de sinais, de momentos para respirar e meditar. Qual é o mal de uma ajudinha?

E digo mais, as pessoas que ouço dizer "ah, mas o pessoal só pina nesse dia?/ eu não preciso de dias especiais para fazer coisas e dar coisas ao meu namorado/namorada" são exactamente aqueles que menos pinam (true story) e que menos fazem pelo amor do outro e pelo seu próprio amor ao longo do ano.


Finito.

E vamos celebrar o amor, sempre, mais nos dias do que noutros. Como é normal. Porque somos humanos.

(Nesta casa, como se vê pelos posts, o amor é algo constante.)

2 comentários:

Isa disse...

ou então é pra informar o mundo que finalmente começou a pinar... :D
Ao amor, sempre.
Bjo

Espiral disse...

ah ah ah, sim, há pessoas que parece que se querem mostrar superiores e que agora têm alguém e por isso "toma láaa"

A conversa do coitadinho*

O que me irrita nem é a falta de empatia, a falta de mundo (no sentido de juizo crítico acerca dos outros), nem sequer é a vitimização irrit...