Avançar para o conteúdo principal

Maítê versão 34923049234920

Eu nem ia falar disto, até porque não costumo falar aqui dos assuntos que 99% dos blogs falam (é aquela coisa de não seguir a carneirada, tenho esse problema, odeio carneirada...), mas esta conversa toda à volta da MaitÊ está a irritar-me por diversos motivos:

1- Pelo que percebi o vídeo já tem uns dois anos, e mesmo que não tivesse, é aquilo que é. um vídeo parvinho, feito porque apeteceu e pela graça. Sim tem piadas parvas sim tem erros históricos, sim, brinca e goza com monumentos, personagens históricas, e oh meu deus imagine-se com o porteiro ou técnico lá do hotel... Mas não passa disso mesmo, de um vídeo nada de especial, para um programa daqueles lights, sem interesse nenhum. Qual é o drama? A minha auto estima não se joga há dois anos atrás.... acredito que a auto estima do meu País não se ponha em causa por causa de um vídeo.

2- Os portugueses que agora dizem que ela é uma puta, uma ordinária, que "abre as pernas no programa portanto só pode ser ordinarona" (oh god....), não são melhores. Aliás só mostram uma arrogância, uma brutalidade, uma má educação que me envergonham. Porque são os mesmo portugueses que todos os dias dizem que Portugal é uma merda, e isto e aquilo. E que riem imenso dos Contemporâneos e dos Gatos Fedorentos desta vida porque "ah aquilo não é dizer mal, é brincar, é muito diferente" e "ah nós podemos dizer mal, mas ela não que é brasileira e eles lá é tudo muito pior". Poupe-me. Poupe-me a tanta falta de nível, ignorância e mesquinhez junta. (Ou como li num blog "ah se ao menos fosse alguém da Suécia a dizer mal , esses podiam").

3- Não sei se me arrepio mais com os portugueses que dizem mal dela, ou de algumas bloguistas (uma em particular) que por acaso acham o mesmo que eu mas que o diz do género "ah eu sou melhor porque vivo fora do país, e como sou bué superior porque vivo fora do país acho que vocês no país não tem sentido de humor"... Bem, eu não precisei de sair do país para ter a opinião que tenho (devo ser bué especial...), nem tenho a mania que por ser jornalista posso dizer o que me dá na real gana (como vá, 80% dos jornalistas neste país... e fora dele).... e mais não digo porque vou passar por invejosa, e por não ter vida e mais um mundo de coisas, e pronto ao menos não pus isto como comentário do post da dita cuja, porque era esse o destino, mas vá, eu sou brutinha, mas não me apeteceu ser tanto.

4- Pessoal e vá lá.... O Miguel de Sousa Tavares não precisa de ajudas para ser parvo e convencido e arrogante e mesquinho e pessoazinha. Portanto parem de maltratar o homem por causa da Maitê. Há tanto lixo sobre o homem para se dizer. Sejam inventivos. (Nota-se que gosto muito dele não é?)


Uau, primeira vez a destilar veneno e ventos negativos neste blog. Prometo que será raro. E Maitê deixa lá, amanhã já ninguém se lembra disto, que o pessoal da "terrinha" (e eu sei que isto é no sentido carinhoso) é de rancores parvos mas superficiais. Tranquila =). Vais ver que com a novela nova voltas a ser a preferida de todos.

Espiral (contentinha porque desabafou)


Comentários

Fi disse…
Adoro a ironia final! Ou não fosse eu uma amante de ironias e sarcasmos :)
Filipa Mourão disse…
Vim parar aqui através de um comentário seu, correctíssimo, que encontrei no 'cocó na fralda'.
E deparei com este desabafo excelente sobre a novela 'maitê 2007'...
pode crer que este blog acabou de entrar nos meus favotitos.
Espiral disse…
Fi,

Depois de devidamente te perguntar qual das ironias, só tenho a agradecer =). Tu és pró em ironias e sarcasmo portanto é sempre um prazer rirmos juntas =D

Filipa,

Obrigada pelo comentário, mas não se acostume muito a este tipo de críticas lol. O meu blog é muito mais soft e intimista, sendo raro falar destas coisas. Mas espero que continue a cá vir =)

Mensagens populares deste blogue

Eu nunca liguei muito a isto, mas...

Sou só eu que acho um bocadinho escandaloso que as marcas façam apenas 3/4 tamanhos de roupa?
Estive a ver a Zara e pelo menos nos macacões, só tem 4 tamanho - XS, S, M, L respectivamente.
Tendo em conta que eu tenho 1,68 e peso 60 kilos e que o meu tamanho é um M penso nas pessoas que tem um bocadinho mais de peso que eu e que são um bocado mais altas.. o que fazem elas?

De salientar que tenho uma estrutura regular, vulgo forma ampulheta, com ancas e rabo e, para mal dos meus pecados, pernas grossas (não há ginásio ou corridinha que me salve). Ou seja mesmo com menos 4 kilos, onde fico com 56, o que muita gente consideraria magro ou pelo menos normal-magra, uso à mesma o M e calças pelo menos 38. Por isso, serio, como fazem as pessoas um bocadinho maiores? E nem falo das pessoas realmente gordas, falo só das pessoas que são mais fortes porque sim, porque nasceram assim, é constituição e pronto.

Nem todas as mulheres são estrutura rectângulo  vestem roupas como se fossem cabides,  ess…

Ando a ler imenso

E a voltar ao meu ritmo normal de leitura para ao fim do ano ler o meu normal (entre 100 a 140 livros, sim isto é o meu normal, com excepção feita ao tempo de faculdade em que lia cerca de 60 por ano). .
Adoro ler e felizmente apesar de não poder comprar todos os que gostaria aproveito tanto  feira do livro, onde na hora H (livros a 50%) deste ano comprei mais de 11 livros, que já li quase todos.
Para além disso sou assídua frequentadora de bibliotecas, sendo a minha favorita a Fábrica das Palavras em Vila Franca. É uma biblioteca recente e muito bonita arquitectonicamente, que tem tanto os clássicos como as últimas novidades, o que é uma grande vantagem pois raramente compro novidades devido ao preço. Ao mesmo tempo e fantástico para descobrir autores que não conheceríamos de outra forma: por exemplo li recentemente um livre da Patti Smith  que adorei e nunca teria dado com ele de outra maneira.  Tenho o hábito de escolher não só livros que quero ler mas também livros ao acaso. Dá qu…

Pergunto

Como é que se pode perceber com tanta convicção, com tanta certeza, tão intensamente, que existem grandes histórias de amor, que dolorosamente, não são para acontecer?