Quickribbon Espiral: Dia (Quase) Perfeito

segunda-feira, agosto 23, 2010

Dia (Quase) Perfeito

Começou pelas 3 e tal da madrugada a ir para o Lux ter com o Z. que vai ser feliz em Barcelona. As despedidas deviam ter sempre amanheceres que parecem wallpapers e bolos e torradas Às 7 da manhã. Juntamente com risos e uma co-pilota experiente mas sem carta.
Um pouco mais tarde, e sozinha, subo ruas com nomes de antigas colónias e chego a um miradouro. Lá encontro uma senhora daquelas fascinantes que só costumamos encontrar nos livros. E nesse miradouro ainda vou a tempo de ficar com alguns livros que alguém muito generosamente resolveu ofertar.
Sigo depois, já com algum sono de quem não vê cama há mais de 26 horas, até à terra onde está uma das pessoas que mais admiro e que fazia anos nesse dia. Beijos, doce de ovos e uma cama onde durmo 20 minutos.
Volto para baixo, durmo mais uma hora e tal e chego a tempo de ver a derrota do meu clube.

Mas não foi isso que fez o dia ser (quase) perfeito.

Gosto de mim quando faço o que me apetece sem pensar se fazem muito ou pouco sentido.

Espiral

2 comentários:

paula milani disse...

Fazer o que nos apetece, ao meu ver, é a coisa mais importante que temos.

Concordo, acho que "a liberdade é o bem mais precioso do ser humano (...)"

Afinal, nós é que temos todas as consequências das nossas escolhas. Que seja vivido e bem utilizado!!

Espiral disse...

É isso tudo Paula =)