segunda-feira, agosto 29, 2011

O título é um dos marcadores

Sé há tema que me fascina em Psicologia é as profecias auto confirmatórias.

Basicamente e num resumo muito lato, temos tendência a confirmar as nossas crenças: num exemplo académico, se quando conhecemos alguém pensamos que essa pessoa é antipática mais facilmente vamos percepcionar situações em que essa pessoa é "antipática" desvalorizando ou não reparando nos momentos em que essa pessoa tem momentos positivos. É, em grande parte devido a isto que as primeiras impressões são tão poderosas =)

Mas eu acho mais piada a outras vertentes: por exemplo, se num momento da nossa vida aprendemos uma palavra nova, parece que de repente já a ouvimos em todo o lado; na televisão; do mesmo modo que se nos assaltam a casa, sabemos logo de imensos casos à volta, ou se alguém nosso conhecido partiu a perna há logo mil pessoas a a partirem a perna também.

Pronto, é isto, é um fenómeno muitoooo interessante.



2 comentários:

Vegan Wolf disse...

parece uma definição de preconceito, ou, de "karma", quando subconscientemente tomamos decisões que nos levam aos mesmos "resultados", confirmando assim o que "achávamos que ia acontecer".

Espiral disse...

Vegan =)

Provavelmente é este fenómeno que nos leva a gerar esse tipo de definições (karma, destino, etc). Vale o que vale.

Contudo não subestimar a força deste tipo de fenómeno. Mesmo sabendo o que são é fácil fácil escorregar neles, até porque é com base neles que trabalhamos 80% das vezes (e estou a ser optimista). O nosso cérebro é um preguiçoso. E de qualquer modo é adaptativo. Permite-nos estar atentas ao que nós é importante na altura (ou que parece...).

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...