sábado, abril 29, 2006

Talento

Mais do que escrever o que sentimos, a verdadeira razão de ser incrível é saber que tocamos alguém especial com as nossas palavras. Saber que somos amados por isso. Não só, mas também. Escrever é sedução. Porque que não apaixonarmo-nos mais e mais a partir do que retiramos do que alguêm escreve? Ficar pelo beicinho, sentir qualquer coisa cá dentro. É menos? É encantarmo-nos com uma ilusão? Atreve-te...

Espiral

5 comentários:

ElefantePensante disse...

Cá vai:escrever é uma exposição
de quem somos, é partilhar
sentimentos e opiniões.
Mas muitas vezes é algo muito
subjectivo (quase falso), porque
quando lemos retiramos um sentido
às palavras que nem sempre é o
mesmo de quem as escreve.
Digo isto sem querer tirar merito
às palavras (nem às pessoas).
Afinal quem somos nós sem elas!!!

beijo

Rui disse...

Escrever expõe sempre a alma. É inevitável, quer aquilo que é escrito seja um poema, ou uma folha de contabilidade. Há sempre algo de pessoal que passa, por muito expessa que seja a máscara usada, if any. Sedução? Talvez. Se a alma fôr sedutora, genuínua, e tiver algo para dizer. Escrever para alguém especial? Eventualmente. Os contos de fadas existem. Mas muito poucos os escrevem.

O teu repto fez-me lembrar do meu blog. Tão abandonada que a pobre criatura anda.. But not for long :)
Beijo, fica bem.

André Ricardo disse...

Grande smile a ler isto.Está tão..."sweet".Tão verdadeiro.Eu seduzo-me cada vez mais com o que escreves.Talvez o que escrevemos seduz os sonhos dos outros, enquanto dá brilho aos nossos.Se tivesses aqui, agora, dava-te um gigante abraço!Beijo.Escreve, escreve, escreve!Já!É uma ordem!

mag disse...

raramente uma palavra passa impune aos que se sentem alvo delas mesmas.. com direito ou sem ele.
gostei =)* beijo

catavento disse...

transparência, é o que sou nas minhas palavras. talvez haja quem se apaixone por elas, ou que viva até mais apaixonado. não mais. a desilusão é uma palavra que poderia utilizar mais...

mesmo que nos apaixonemos por palavras, ficamos sempre à espera que a nossa imaginação não se tenha enganado para depois serem tantas as vezes que lhe gritamos porque afinal não passava de um sonho...

bj*

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...