segunda-feira, outubro 07, 2013

A procura

É engraçado como aquilo que somos ou no que nos transformamos pode ser a nossa maior força e simultaneamente a nossa maior fragilidade.




Sem comentários:

Não escrevo, há quem o faça melhor

É tão isto.