Quickribbon Espiral: Quando não sabemos o que escrever copiamos de quem o faz melhor

terça-feira, janeiro 01, 2013

Quando não sabemos o que escrever copiamos de quem o faz melhor


"Ser radical em relação às coisas essenciais e tolerante no que respeita aos acessórios (a boa literatura é essencial; acreditar na virgindade da Maria, um acessório - é só um exemplo)
Lembrar-se que Deus protege os audazes (mas só os audazes que aguentem levar porrada nos intervalos - que podem ser longos)
Não esquecer nunca que o miserável que dorme na rua ao lado de casa podíamos ser nós, e poderemos vir a ser nós (as criaturas que estão convencidas que controlam a sua vida encontram-se num nível inferior da cadeia alimentar)
Não acreditar em nenhum crítico literário que, numa prova cega, se mostre incompetente para reconhecer um bom texto
Desconfiar de todos aqueles que são incapazes de se comover com As Pontes de Madison County
Suspeitar dos que falam mal da Margarida Rebelo Pinto mas não conseguem ver a diferença entre Anna Karenina e uma história de faca e alguidar, no caso improvável de terem lido Anna Karenina
Ter por garantido que as Humanidades não humanizam e que mais vale um ignorante altruísta do que um intelectual cobarde
Nunca esquecer que a vaidade é o pecado capital
Reconhecer que a nossa obrigação é morrermos menos estúpidos do que nascemos" 



2 comentários:

MiniPim disse...

E gostei. Sobretudo desta última obrigação

Espiral disse...

ya, mesmo =)