quinta-feira, janeiro 17, 2013

Eu


Às vezes acho que mudei muito. Estou mais velha. Cínica , que não era. Menos ingenua. Mais tolerante. Com menos certezas. Que os meus valores mudaram. Que realmente deixei partir coisas de que gostava em mim e que não voltam. Que me tornei mais interesseira, mais egoísta, menos dada, menos generosa, menos altruísta, mais hipócrita. E isso mata-me. Perde-me. Choro por dentro (por fora é um bocado por fases).

Mas depois lembro-me dos confrontos que enfrentei e que nunca pensei que conseguisse. Dos momentos díficeis. Dos momentos bons que valorizo. Das imagens que vejo e em que me reconheço.

E percebo. Independentemente de tudo, dos desgostos, do desencantamento, sobretudo do desencantamento, eu sou eu.

(É, eu sou essa da imagem, mas menos gira e com cabelo feio e sem a tatuagem ali mas noutro sítio. mas sou eu.)

2 comentários:

a mulher certa disse...

Cínica?! Obrigada a isso?

Espiral disse...

Obrigada não. Mas sem notar.

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...