Quickribbon Espiral: Amores fáceis?

domingo, julho 31, 2011

Amores fáceis?

Sim. Os dos acomodados.

Sim. Os dos que estão infelizes e mesmo assim lá continuam.

Sim. os do sofrimento atroz, que acaba, que junta, que acaba, que junta (estão a ver a ideia não estão?)

Em resumo:

Amores fáceis? São os dos que se conformam e os do medo de ficar sozinho.


Fecho o meu caso. Sem grandes explicações (doí-me o estômago e isso afecta-me a mente) e sem grande paciência para os "mas isso é relativo" do Universo (tudo e nada é relativo, isto é o que penso e como me guio, ponto final).

Justificações, argumentações, silogismos lógicos ou não lógicos (afinal, falamos do sentir) ficam para o outro dia.

7 comentários:

Baladas Mp3 disse...


Meu doce amiga, seu blog é muito bonito e interessante. Quando você quer se refugiar em algumas agradável baladas de ontem, hoje e sempre em todas as línguas e gêneros, eu convido a vocé a visitar meu blog e também ser capaz de me ouvir. Este sábado 30 de Julho, vamos compartilhar dez baladas em Português. Cinco canções românticas do Brasil e cinco do Portugal. Nos textos, reflexões pessoais e algumas notícias.Eu sou um Locutor. Desde a cidade do Rosario-Argentina. Atenciosamente.
Beto. Sempre, em;
http://baladasmp3.blogspot.com

Hugo Nofx disse...

beijos fáceis te envio.

Hugo Nofx disse...

ah, vi agora ali do lado esquerdo... gosto muito do "Lolita" do Nabokov!
E também adoro o filme do Kubrick, pois claro!
beijos.

Vegan Wolf disse...

meus, não os conheço fáceis.
mas sei te dizer que por vezes, o acomodar também acontece no sofrimento da rejeição.
há quem se acomode e fique a sofrer toda a vida por uma oportunidade perdida, que muitas vezes só existiu aos seus olhos.

depois acontece aquele momento de ligeira epifania onde o nosso lado emocional cede ao racional e tudo o que é sentimental nos parece estúpido, ganhamos confiança, o amor é coisa de totós, etc...

costuma ser mesmo antes de voltarmos a "cair de quatro".
há de ser sempre ciclico, difícil mesmo é a adaptação ao ritmo.

eu por exemplo, odeio dançar...

Espiral disse...

Hugo,

Estou a gostar muito do livro;

Vegan,

Os meus também não são fáceis (pelo menos segundo definição que dei)

Isso de sofrer toda a vida por uma oportunidade perdida também me parece outro género de acomodação. Também não me serve.Tenho os meus momentos...

Eu estou um bocadinho na frase da descrença. Há qualquer coisa em mim que nunca me fará achar que o amor é para totós.

No momento só acho que pelos vistos não é para mim. Também vou cair de 4 a seguir? Espero que sim eheh =)

(Eu não odeio dançar, mas não tenho jeito, por isso não tou muito melhor)

zozô disse...

Concordo em absoluto.

Espiral disse...

Zozô.

=)