segunda-feira, julho 04, 2011

É tão isto

Da fabulosa Clara Não. Adoro-a