terça-feira, julho 05, 2011

Nunca tinha pensado realmente nisto até agora

Mas o inglês é uma língua fútil.

Tudo soa melhor nela. Esconde-se melhor o que é menos verdadeiro tornando-o mais fluido.

Em português é diferente. Há um maior esforço para encontrar a harmonia. Porque tanta tantas palavras parecem forçadas, mesmo não o sendo. Porque a intenção encontra-se tantas vezes a um limite ténue do embaraço.... Gosto mais. A sinceridade tem sempre uma boa dose de esforço.

(provavelmente isto aplica-se a todas as línguas latinas; não sei, não sou especialista em linguística).

5 comentários:

Anónimo disse...

Shakespere, Becket, The Smiths, The Rolling Stones, The Beatles...
talvez não seja um problema de língua, mas sim de identidade cultural ;)

Haja em vista BrasilxPortugal... Mesma língua, paixões diferentes. Ou modos diferentes de expressar as emoções, melhor dizendo...
Bjo,
Isa

Espiral disse...

Eu adoro Shakespeare e os sonetos dele são magníficos.

Também gosto de imensa música internacional inglesa e sei que tem qualidade.

Aqui não é isso que está em causa.

O que referi aqui é a parte mais linguística da questão e não semântica (isto é, significado)

Parece-me sempre mais fácil dizer algo em inglês, soa melhor do que em línguas latinas.

É isto =)

Isa disse...

Ah, entendi :) é que o inglês é mesmo, mesmo muito mais fácil :) aquela gramática é uma piada, os verbos são meia dúzia e a construção, bom, é peanuts :D
comparado com o francês, por exemplo, deusmalivre.

Espiral disse...

Lol, eu sou péssima a qualquer língua (ser disléxica é uma treta) mas consigo reconhecer as bases gramaticais em teoria.

Aqui foi mesmo uma reflexão breve sobre como é mais fácil dizer as coisas em inglês "a língua inglesa fica sempre bem e nunca atraiçoa ninguém" =)

Ludwigg disse...

"Devia ser como no cinema"! Os Clã têm razão...

Em português fica mais difícil, mas também é mais real e intenso...

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...