Quickribbon Espiral: "E se"

quarta-feira, outubro 26, 2011

"E se"

Uma das frases mais marcantes da peça "O jogo dos mitos cansados" (adaptado da peça "O destino morreu de repente" de Alves Redol) é dita pela vigilante Vermelha.

"E se assassinassem um poeta? Sim, se assassinassem um poeta? Talvez assim o mundo compreendesse então."

Adoro a retórica. Adoro o abanar de sentidos. Ou de sentimentos. Mais que o apelo revolucionário. 

Tem todos os meus "ses" condensados. Isto se eu desse algum valor a "ses".





Sem comentários: