domingo, outubro 23, 2011

Uma das conclusões de ontem?

Aquilo que eu sempre soube, e não me lixem:

As pessoas nunca são tão bonitas e tão felizes como quando estão apaixonadas (e são correspondidas obviamente).

(Estou tão contente por ti, S. *)

Sem comentários:

Do que eu cresco, fragilizo, fortifico

Cada vez mais sou menos de frases peremptórias. Cada vez sou menos de classificar tudo em polaridades. Porque me parece superficial, e mais ...