quinta-feira, outubro 06, 2011

Pessoa,

Não há nada que atrapalhe o Amor. Nada. Esquece as desculpas sobre os contratempos, as barreiras, os traumas, os objectivos por concretizar, os planos concretizados, os planos planeados, a historia de vida, os sonhos por cumprir, os compromissos a longo prazo, os projectos. Não é desculpa para, pessoa, se amas alguém não lutares por ela. Porque o amor não espera, não têm intervalos, e se calhar, se calhar nem tem segundas oportunidades. Claro que há outras pessoas pessoa, mas e aquela? Aquela está ali naquele momento, e os momentos normalmente são lixados e lixam-se para timings, compromissos, cedências e fraquezas. É Ela. Acreditam que existem várias pessoas? Pessoas que são as vossas? Eu não acredito em número infinitos. Talvez por isso acredite em amar até que o último suspiro me deixe, até que não haja outro sentido, outra maneira, acabar só por ser preciso. Lutem pessoas. O Amor é isso. E não há nada que o atrapalhe se quisermos mesmo.

Apenas há algo que pode impedir o amor. A outra pessoa não te amar. E aí, embainha a espada e baixa a cabeça. Aqui não há luta que se salve, derrota que saiba bem, ou vitórias agradáveis. Aqui, pessoa, preocupa-te em sair a sofrer, mas não demasiado destroçado, com coração partido, mas com todos os pedaços junto a ti, com a alma perdida mas maior. Dizem que amor só é amor se for recíproco. Mas quem inventou isto nunca soube o que são os princípios ou os fins. E esqueceu-se que tanto os princípios como os fins são pontas soltas, muitas vezes mal cruzadas, com que tem que se aprender a costurar.

2 comentários:

Vegan Wolf disse...

andamos a pensar positivo.
ainda bem.
haja quem o faça. =)

Espiral disse...

Vegan Wolf,

Eu sou é romântica, doença incurável.lol

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...