Quickribbon Espiral: Serviço Público

terça-feira, junho 21, 2011

Serviço Público

Esta lista foi escrita por mim em resposta a um desafio de um blog que já não existe (O Cuidado ao abrir).

Como acho que está profundamente certa, deixo aqui para quem quiser ler =)

(Foi escrita há quase dois anos e continua inalterável)




10 coisas que os homens devem saber sobre mulheres:
1- Nós gostamos de cavalheiros. Mesmo aquelas que dizem que não gostam. Adoramos. O que podemos nao gostar é dos que fazem questão de mostrar "olha olha estou a ser cavalheiro". Acreditem, nós notamos. Notamos mesmo. Nos detalhes do cavalheirismo.
E sim, isto pressupoem pagarem o café na primeira saída =)

2- Nós somos inseguras. Muito. Se vocês, ao ouvirem um não podem ficar tristes, e inseguros, isso não vós impede de tentar uma e outra vez. Nós não. Se por acaso ouvirmos um não pensamos que "sou gorda, feia, desinteressante, burra, pouco feminina e nunca vou ter ninguém, e sim muito gorda". Não é que gostemos de ser assim. É meio intrínseco.

3- A maioria das mulheres não são umas valentes cabras. Nem se armam em dificeis porque sim. Muitas vezes ficamos sem saber no que vocês estão interessados (sexo, gostam de nós, é só mais uma, etc etc) ou se estão sequer interessados. Um truque bom é marcarem territorio. Um braço a volta da cadeira ou do sofá, da cintura. Nós percebemos. E faz toda a diferença (nem que seja um "uff, ele até me acha gira"), Já referi que somos inseguras?

4- Gostamos que nos ouçam. Mas ouvir a sério. Porque as nossas preocupações importam. E não precisam de fazer um grande esforço para se lembrarem de todos os pormenores. Se no dia seguinte nos perguntarem "então estar melhor em relação a x" é o bastante.

5- Sim, as mulheres adoram sexo (assim na generalidade). E têm prazer (vá... umas 50%), muito (ah.. 20%), múltiplos (ah... 5%?). Independentemente disso, vá sejam carinhosos e não nós façam sentir um pedaço de carne. Falem. E se não falarem sejam doces, um beijinho, um abraço não vós mata(antes, durante, e importante, depois)

6- Gostamos de nos sentir desejáveis. Um homem que nos faça sentir podres de boas estando nós de t-shirt larga e calções, ou de saltos altos e saia justa, tem 80% do caminho andado. vá, 100%.

7- Nós só queremos sentirmo-nos amadas. Assim somos felizes. Não precisamos de diamantes. Nem que nós ofereceçam sapatos caros. Nem que vocês sejam perfeitos. Nós somos muito versáteis. Aguentamos tudo, menos não ser amadas.

8- Não se preocupem muito se babamos com o Rodrigo Santoro. Essencialmente um homem pode ser quase de qualquer maneira (vá, limpinho) desde que nos faça sentir seguras. O nosso "tipo" tem uma abrangência enorme. Desde o "ah, é aquele sorriso grande" ao "adoro-o porque é alto e super esqueletico" ao "aquela barriguinha é muito sexy".

9- Todas adoramos homens desenrascados. E homens que gostam de crianças. É um facto. Tentem ser pelo menos uma das opções. =)

10- Não gostamos de homens "enconados". Homens que se queixam que não conseguem ninguém, que são uns coitadinhos que "se fossem kabrões não sofriam assim, porque as mulheres gostam é desses", homens que dizem "estou carente" a ver se assim calha... Ah, e indecisos. morte aos indecisos...

11- Tenho que por mais este. Irritam-nos homens que se queixam da maquilhagem que pomos, dos cremes, das roupas. Ok, há mulheres que não sabem pôr base sem parecer que a puseram com a pá do cimento, e às vezes exageramos no look. Mas não nós digam de um modo "epá odeio quando se maquilham assim. ficam estranhas."

Adenda: Acho que actualizo o ponto 5: "E têm prazer (vá... umas 90%), muito (ah.. 70%), múltiplos (ah... 10%?)." Em confiança acho que isto tende a melhorar =) E eu sou uma optimista.

4 comentários:

Sweetcita disse...

lolol...adorei...manual da mulher 2011...lolol :)

Espiral disse...

Eh eh obrigada =)

Precious disse...

Sim, a lista está correcta, mais pormenor menos pormenor, dependendo da mulher concreta.

Espiral disse...

Precious,

Sim, claro =) Tentei que fosse o mais abrangente (pensei em mim, nas minhas amigas, na minha mãe lol, na mulher em geral). Mas obviamente que especialmente alguns exemplos são específicos (curiosamente nenhum meu)

Obrigada!