terça-feira, junho 07, 2011

E isto lembra-me... (agora algo completamente diferente)

Um dia fizeste-me a pergunta que mais ninguém foi capaz de fazer. E que me fez sofrer muito. Não a pergunta. Mas o que isso implicava. Do que tinha tido. Do que tinha conseguido. Do que teria de me despojar. Do que teria que desacreditar. Do que teria que deixar partir. Dos medos que tinha que sentir para talvez não olhar para trás de novo.

Se nunca agradeci, agradeço agora. Obrigada Lud.

1 comentário:

Elle disse...

Obrigada eu, porque agora lembraste-me tu que é sempre bom perguntar esse tipo de questões a nós próprios, ciclicamente...

Like a boss

Portanto, daqui a 10 anos gostaria  estar num tal nível que faria e trataria como meus secretários particulares, o presidente português de u...