Quickribbon Espiral: A saber;

domingo, junho 19, 2011

A saber;

- Gosto e sou pelas incondicionalidades; para mim não há nada mais intenso e brutal que isto; incondicional.

- Acho que acredito que um amor, o Amor, O AMOR, é assim como ter um companheiro de viagem. Digo acho, porque companheiro de viagem soa-me a incompleto. Mas é por aí, é por aí..

- Não percebo nada de amor. Nem de sentimentos. Nunca percebo essa da pontaria certa, incerta, da sorte e do azar. Dava anos de vida (juro) para perceber o formulário.

6 comentários:

Paula Milani disse...

Formulário? E alguém que esteja no começo ou meio da vida tem-no? Não somos nós que os escrevemos?
Também dava alguma coisa para ter pelo menos uma parte disso...
(Foi um desabafo de identificação e foi mais forte do que eu. Não só pelo amor, mas pela Vida em si.)

Espiral disse...

É provável sim Paula.

Isto foi um curto circuito emocional.

Cansaço...

Ana disse...

experimenta a matemática...

http://www.plosone.org/article/info:doi%2F10.1371%2Fjournal.pone.0009881

Espiral disse...

Ana,

Lol, obrigada, vou guardar e ler depois em casa com calma =)

Pulha Garcia disse...

Não há formulário. É preciso racionalidade, instinto e sorte. Mas o que resulta nuns casos não resulta nos outros.

Espiral disse...

Formulários podem ser tantos como há alunos (no caso pessoas). É essa a rasteira do professor (destino?).

Concordo com o que é preciso. Só junto mais um. Química. Lamento mas sem química não há nada.