Quickribbon Espiral: Não gosto de amores platónicos porque

quinta-feira, novembro 24, 2011

Não gosto de amores platónicos porque

1º Ponto
"Love is suicide." (Lud, 2011) (aka uma mui querida amiga que diz as coisas certas lol, mas afinal a frase é dos Smashing Pumpkins, lol)

2º Ponto
Não há pele. Que é do sexo? Ao menos quando se acabam namoros houve ali qualquer coisa realmente prática.

3º Ponto
Como diria o outro dia, a poesia é muito bonita mas não me aquece os pés à noite.

4º Ponto
Não é credibilizante, quase quase que nem é considerado amor a sério. Porque se não se vive não é. Tem que haver feedback.

5º Ponto
Porque assim não sinto que tenho parte de alguém. Ou que tive. Ou que foi real.

6º Ponto
É frustrante. Gasta demasiada energia. Da positiva e da boa. Que podia ser usada para tantas outras coisas.

Assim de repente são só 6 pontos. Mas só um deles chegava.

2 comentários:

salto para a lua disse...

concordo com tudo o que aqui descreves-te. os amores platónicos têm a sua graça quando somos adolescentes e acalentamos alguém ideal, alguém cheio de vitudes.

Espiral disse...

Salto para a lua,

Apesar de ter tido amores platónicos na adolescência (na verdade só um) , mesmo assim não achava graça.

Prefiro a correspondência. =)